• Dr. Edson Salvador

SAIBA MAIS SOBRE CIRURGIA MINIMAMENTE INVASIVA


Nos últimos anos o conceito de cirurgia minimamente invasiva ganhou grande espaço na medicina. Cirurgias com menor agressão ao corpo humano, recuperação mais rápida, cicatrizes menores, menos dor no pós operatório, alta hospitalar precoce e retorno às atividades da vida normal mais breves são as grandes vantagens deste tipo de procedimento realizado por equipe médica devidamente treinada.


Em 1985 foi feita na França a primeira cirurgia videolaparoscópica para retirada de vesícula biliar (colecistectomia). Posteriormente, outras especialidades médicas começaram a utilizar amplamenta e cirurgia minimamente invasiva: cirurgia torácica, ortopedia, urologia, e várias outras. No Brasil, o primeiro procedimento videolaparoscópico foi realizado na década de 90 e rapidamente os cirurgiões começaram a se familiarizar com a técnica, que revolucionaria os conceitos até então existentes de pós operatório: internações prolongadas, grandes cicatrizes, grandes quantidades de medicações para controle de dor, retorno demorado ao trabalho e atividades físicas. Com o aprimoramento da técnica, surge a mini-laparoscopia, cirurgia realizada por orifícios menores (3 e 5mm, em contraste com a anterior, que usava instrumentos de 10-12mm), técnica essa que pode inclusive ser utilizada em crianças pequenas.


Em 1999 surge um conceito mais moderno de cirurgia minimamente invasiva: a cirurgia robótica. A criação da plataforma DaVinci®, onde o cirurgião treinado controla um robô de braços articulados, permitia o refinamento dos movimentos cirúrgicos e ângulos de visão cirúrgica jamais vistos. Rapidamente, a técnica se espalhou pelo mundo, chegando ao Brasil em 2008 tendo sido realizada pela primeira vez no Estado de São Paulo.

Observe que não é o robô quem opera o paciente. O robô é apenas um conjunto de braços articulados controlado pelo médico cirurgião de um console. Ao lado do paciente ficam os cirurgiões auxiliares, que ajudam na manipulação do equipamento, considerado seguro e eficaz no Brasil e no mundo.


Com o avanço da tecnologia, o modelo do robô DaVinci® foi aprimorado. O ultimo modelo conta com câmera 4K e pinças mais finas, 8mm. Os módulos de segurança do paciente também foram aprimorados e a cirurgia robótica é considerada hoje como segura e eficaz no mundo todo.


O Estado do Rio de Janeiro hoje conta com diversos robôs de primeira e segunda gerações, distribuídos entre seus hospitais públicos e privados.


Entre os diversos congressos que participamos sempre existem os debates sobre cirurgia convencional x cirurgia robótica, a questão dos benefícios e seu custo. A conclusão que chegamos é sempre que “a melhor cirurgia é aquela que trata melhor o paciente e a que seu médico tem mais intimidade e experiência para realizar”. Os benefícios da cirurgia minimamente invasiva são inquestionáveis.

10 visualizações