• Dr. Edson Salvador

Verruga Genital – HPV – Condiloma

Popularmente conhecido como “crista de galo”o HPV é um vírus transmitido pelo contato intimo (não necessariamente pela relação sexual) estando presente em 75-80% dos adultos sexualmente ativos. Existem mais de 150 subtipos de HPV descritos, sendo o subtipo 6 e 11 mais relacionados ao surgimento de verrugas genitais e o 16 e 18 considerados alto risco oncogênico – relacionados ao câncer de pênis, colo do útero, canal anal orofaringe e cabeça e pescoço.

Foto 1 – Fotografia de microscopia eletrônica do Virus HPV

ATENÇÃO: NEM TODOS OS PACIENTES PORTADORES DE HPV DESENVOLVERÃO VERRUGAS GENITAIS OU CÂNCER.

O diagnóstico das verrugas visíveis e olho nu é clinico. A PENISCOPIA é um exame feito com acido acético 5% e deve ser feito pelo médico para detectar lesões subclínicas – não visíveis a olho nu.

Foto 2 – verrugas genitais


Os exames de biologia molecular confirmam a presença do HPV e identificam o subtipo. É indolor e é feito no consultório com uma escovinha passada sobre a lesão.

Pacientes portadores de HPV devem evitar uso de giletes, lâminas e aparelhos de barbear, sendo recomendado a remoção de pelos com tesoura. Laminas causam micro ranhuras na pele, que podem inocular o vírus.

TRATAMENTO DAS VERRUGAS

O objetivo é a destruição tecidual das verrugas. Existem algumas técnicas disponíveis para a remoção das verrugas. Acompanhe na tabela abaixo:

Foto 3 – Crioterapia com nitrogênio liquido. Vantagens: feita no consultório com pomada anestésica local.

TRATAMENTO DAS LESÕES SUBCLINICAS

Após o tratamento das lesões visíveis é necessário o tratamento das lesões invisíveis a olho nu, chamadas lesões subclínicas. Existem hoje medicações anti-virais de uso local que permitem o tratamento adequado destas lesões.

VACINAÇÃO

A vacina quadrivalente contra os subtipos 6, 11, 16 e 18 está disponvivel para meninas no SUS. As vacinas não contém o vírus nem o seu DNA sendo produzidas a partir de proteínas da cápsula viral. O CDC americano (Center for Disease Control) recomenda a vacinação de homens jovens. Existem evidências que a vacinação de adultos diminui a recidiva das verrugas e a incidência de casos graves.

476 visualizações