• Dr. Edson Salvador

ONCOLOGIA UROLÓGICA



CÂNCER DE PRÓSTATA

É o segundo câncer mais comum entre os homens brasileiros. Em 2018 o INCA estimou 68 mil novos casos de câncer e 15 mil mortes pela doença. Quando diagnosticado precocemente, ainda em fases iniciais, o tratamento a ser instituído pode levar ao menor dano. Diversas são as modalidades de tratamento do câncer de próstata: cirurgia (convencional, por videolaparoscopia ou por cirurgia robótica), radioterapia, braquiterapia, hormonioterapia, quimioterapia. A fase da doença e o caso do paciente determinam o tipo de tratamento. Pacientes diagnosticados com câncer de próstata devem procurar o urologista para, em conjunto, decidir sobre a melhor opção de tratamento


CÂNCER DE RIM

Com a prática da ultrassonografia corriqueira, o câncer de rim é cada vez mais diagnosticado precocemente. O tratamento padrão é a cirurgia, que pode ser a retirada do rim (nefrectomia total) ou de parte dele (nefrectomia parcial), por cirurgia convencional, videolaparoscopica ou robótica, a depender do caso do paciente, do tamanho e localização do tumor. Sintomas como dor lombar e sangramento na urina devem ser investigados adequadamente pelo especialista.


CÂNCER DE BEXIGA

O tabagismo e a exposição profissional a solventes e tintas são os principais fatores de risco para o desenvolvimento do câncer de bexiga. Urina com sangue é um sinal que deve preocupar o paciente e um urologista deve ser imediatamente consultado. O tratamento varia conforme o caso e o grau de acometimento da bexiga pelo tumor: pode ser feita uma "raspagem"da bexiga pelo canal da uretra ou a retirada de toda a bexiga, seguida de reconstrução

36 visualizações