• Dr. Edson Salvador

FISIOTERAPIA EM UROLOGIA

A Fisioterapia em urologia é a especialidade que tem como objetivo auxiliar no tratamento de pacientes com distúrbios relacionados ao ciclo urinário, a chamada “disfunção miccional”.

- Molhar a calcinha ou cueca de xixi durante o dia

- Uma vontade muito forte de fazer xixi que não dá pra segurar

- Hábito de prender o xixi, fechando as pernas ou usando as mãos

- Ir muitas vezes ao banheiro fazer xixi

- Fazer xixi com baixos volumes

- Xixi na cama após os 5 anos

Figura 1 – Sintomas urinários em crianças podem significar disfunção miccional ou mal funcionamento da bexiga


A fisioterapia é, de acordo com as recomendações da Associação Americana de Urologia (www.auanet.org), tratamento de primeira linha para os casos de disfunção miccional.

Ela está baseada na reeducação da função da bexiga e do intestino.


São recursos terapêuticos da fisioterapia em urologia:


1) Uroterapia


São as orientações de mudanças de comportamento relacionados aos hábitos urinários e intestinais.

Figura 2 – A esquerda a posição incorreta de sentar no vaso sanitário não permite o relaxamento completo do esfíncter e da musculatura pélvica. À direita, medidas para otimizar o esvaziamento adequado da bexiga e do intestino: inclinar o corpo levemente para frente, sentar com apoio para os pés, entre outros.



Figura 3 – O diário miccional ajuda o profissional de saúde a entender melhor o funcionamento da sua bexiga.


2) “Biofeedback”


É um treinamento no qual o funcionamento da bexiga e do intestino, que por vezes é inconsciente para o paciente, principalmente as crianças, torna-se mais claro. São usados recursos de computador e para crianças algumas atividades lúdicas, que vão desenvolvendo no paciente a percepção do funcionamento da bexiga, do intestino e da musculatura do assoalho pélvico.

Figura 4 – Biofeedback em crianças. Jogos lúdicos e programas de computador ajudam a criança a criar percepção do funcionamento da bexiga e do intestino.


3) Estimulação elétrica transcutânea sacral (TENS)


A eletroestimulação é um procedimento mediante o qual faz-se circular uma corrente elétrica de baixa intensidade, indolor para o paciente, permitindo estimular os nervos pélvicos a permitir o melhor funcionamento da bexiga e do intestino. Favorece assim a melhora da sensibilidade da bexiga, aumento da capacidade de armazenamento de urina, inibição das contrações descoordenadas da bexiga, além de ajudar a promover a sincronia entre a bexiga e o esfíncter vesical.

Figura 5 – TENS (eletroestimulação sacral transcutânea) – corrente elétrica de baixa intensidade, indolor, que permite estimular a bexiga e o intestino para um melhor funcionamento.

Fisioterapeuta Gabriela Miranda CREFITO 162462-F

Graduada em Fisioterapia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Especialização em Fisioterapia Pélvica pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Geras Fisioterapeuta do Núcleo de Disfunção Miccional PPC – UERJ Contatos: Instagram: @ftgabrielamiranda Email: ftgabrielamiranda@gmail.com Contato por  WhatsApp: 21 98167-6561

29 visualizações